Pixar lança plataforma para ensinar conteúdos escolares com desenhos

 

A Pixar lançou um projeto que disponibiliza aulas online que unem animação a conteúdos escolares. Usando a internet os alunos podem aprender com desenhos famosos, como “Toy Story”, “Wall-E” e “Valente”. O conteúdo foi desenvolvido especialmente para estudantes de ensino fundamental e médio.

O projeto, chamado “Pixar in a Box”, oferece videoaulas, exercícios interativos e atividades práticas. (Imagem: Reprodução Pixar In a Box)

Finalmente vai ser possível responder à pergunta feita constantemente pelos alunos: “Eu tenho que aprender isso para quê?”. A matemática e a ciência vão se tornar muito mais importantes para o dia a dia quando o aluno ver como são aplicadas para dar vida a uma história ou a seus personagens favoritos dos filmes da Pixar. O conteúdo foi traduzido para o português e é oferecido gratuitamente, com o apoio da Disney e do parceiro local da Khan Academy, a Fundação Lemann.

O objetivo é que os alunos descubram como os conceitos que aprendem na escola permitem que cineastas criem novos mundos e criem personagens icônicos. Os estudantes aprendem como a análise combinatória é usada para criar multidões, como o aglomerado de robôs em “Wall-E”; ou como as folhas da grama em “Valente” foram criadas usando arcos de parábola.

É possível até aprender como as médias ponderadas são usadas para criar personagens como o Buzz Lightyear e o Woody, de “Toy Story”. (Imagem: Reprodução)

É possível até aprender como as médias ponderadas são usadas para criar personagens como o Buzz Lightyear e o Woody, de “Toy Story”. (Imagem: Reprodução)

“O retorno que recebemos é extremamente positivo. É uma enxurrada constante de histórias que mostram como o Pixar in a Box marcou os alunos. Por exemplo, um professor de matemática contou para a gente que tinha uma aluna que não iria passar em álgebra. Ele recomendou que ela usasse o Pixar in a Box e em pouco tempo a nota dela chegou a B. Outro professor, do quinto ano, contou a história de dois alunos que não iam bem em matemática. Eles começaram a trabalhar com o tópico de animação e acabaram numa reflexão sobre a matemática da curva de Bézier – um assunto que só se vê no ensino médio”, explica o cientista sênior e líder do Grupo de Pesquisa da Pixar, Tony DeRose. A entrevista completa com ele está no site da EBC – Agência Brasil. Para mais entrevistas e informações visite o site da EBC – Agência Brasil.

 Já queremos aprender a fazer uma animação como esta! (GIF/Reprodução “Valente”)

O projeto “Pixar In a Box” pretende inspirar mais estudantes a se tornarem animadores ou programadores, com editorias inteiras dedicadas somente à área da computação. Desde o seu lançamento em 2015 nos Estados Unidos, o Pixar in a Box contabilizou mais de 7 milhões de minutos de aprendizado no mundo todo. Atualmente, a Khan Academy tem 865 mil alunos ativos/mês e mais de 3,2 milhões de usuários cadastrados em toda a América Latina.

Acesse agora o “Pixar In a Box” e comece a aprender com suas animações favoritas.

Veja mais

Dia do orgulho Nerd: conheça uma das datas mais célebres da Cultura Pop

Computação na nuvem promete crescer ainda mais em 2016

10 Currículos criativos para download gratuito (em formato Word Doc)

Siga o ENNET nas redes sociais:

facebook-30 Youtube_icon-30

Inscreva-se

Essa é a sua chance de fazer uma qualificação profissionalizante!